FIBROMIALGIA – CAUSAS E TRATAMENTO

O QUE É FIBROMIALGIA?

QUAL MÉDICO TRATA FIBROMIALGIA?

QUAIS AS CAUSAS DA FIBROMIALGIA?

SINTOMAS DA FIBROMIALGIA

DIAGNÓSTICO

EXISTE TRATAMENTO PARA FIBROMIALGIA?

PROGNÓSTICO

O QUE É FIBROMIALGIA?

Fibromialgia é uma doença não articular e não inflamatória comum porém ainda mal compreendida, que acomete os tecidos fibromusculares e é caracterizada por dores generalizadas (às vezes intensa), sensibilidade exacerbada dos músculos; fadiga exagerada; falta de concentração e transtorno do sono.

Seu  diagnóstico é clínico e o tratamento é baseado em exercícios, monitoramento do estresse, medicamentos para melhorar o sono e analgésicos.

QUAL MÉDICO TRATA FIBROMIALGIA?

O especialista para tratamento da fibromialgia é o reumatologista, por se tratar de uma doença que acomete o aparelho osteomuscular. Mas o tratamento pode ser feito por outras especialidades também, como é o caso da Homeopatia.

A Homeopatia por ser uma especialidade com um enfoque holístico, integrativo, é um método seguro e eficaz no tratamento da fibromialgia, uma vez que atua no organismo como um todo e busca sempre individualizar o tratamento – afinal cada organismo é único e possui características e sensibilidades próprias.

Atualmente muitas pessoas optam pelo tratamento homeopático, obtendo resultados significativos no controle da fibromialgia, mesmo que associado ao tratamento convencional, alopático, quando necessário.

QUAIS AS CAUSAS DA FIBROMIALGIA?

Apesar de sua causa ainda ser desconhecida, evidências atuais sugerem que distúrbios do sono e o estresse emocional podem contribuir para sua manifestação. Seu início pode ser deflagrado por qualquer tipo de infecção ou por algum evento traumático emocional.

SINTOMAS DA FIBROMIALGIA

A dor tende a começar de forma gradual e difusa, tendendo a piorar com cansaço físico ou esforço muscular. Formigamentos ou dormências podem estar presentes, geralmente de caráter migratório.

É comum estarem associados sintomas como fadiga excessiva e dificuldade de concentração, além disso muitos pacientes apresentam quadros de síndrome do intestino irritável, enxaqueca ou dores de cabeça de origem tensional.

Os sintomas podem ser exacerbados por estresse ambiental, distúrbios emocionais ou transtorno do sono. Os pacientes tendem a estar estressados, tensos, ansiosos, fatigados e, em alguns casos, depressivos.

DIAGNÓSTICO

Seu diagnóstico é clínico, com um exame físico sem alterações expressivas e exames laboratoriais e de imagem servindo para excluir outras doenças.

A fibromialgia é suspeita em pacientes que apresentem:

  • Dor e sensibilidade generalizadas, crônicas, e desproporcionais aos achados físicos;
  • Resultados laboratoriais negativos, apesar dos sintomas difusos;
  • Fadiga como sintoma predominante;

Nos pacientes com distúrbios reumáticos, o diagnóstico de fibromialgia concomitante pode ser difícil, mas é bem comum. A síndrome da fadiga crônica pode causar fadiga e mialgia generalizada semelhantes.

EXISTE TRATAMENTO PARA FIBROMIALGIA?

O monitoramento geral do estresse e melhora do sono são parte fundamental do tratamento, sendo indicados exercícios de respiração, meditação e suporte psicológico caso necessário. O alívio das dores pode ser obtido por exercícios de alongamento e aeróbicos, aplicações locais de calor e massagem suave.

O tratamento medicamentoso baseia-se em sedativos ou baixas doses de antidepressivos somente para promover um sono mais profundo e diminuir a dor muscular; porém efeitos como tontura, boca seca e outros, podem fazer com que seu uso seja intolerável.

Analgésicos e antiinflamatórios podem ajudar em alguns casos e devem ser utilizados em conjunto com exercícios. Ansiedade, depressão e outros transtornos emocionais se presentes devem ser tratados para não agravar o prognóstico.

 

O medicamento homeopático se destaca por ser natural, em geral menos agressivo e com menos efeitos colaterais, uma vez que age reorganizando energeticamente o organismo como um todo.

Desse modo, é possível conseguir um bom controle da fibromialgia, com crises menos frequentes e menos intensas, pois além de aliviar o quadro doloroso, também age melhorando a qualidade do sono e no tratamento de questões emocionais.

PROGNÓSTICO

A fibromialgia tende a ser crônica, com períodos de remissão porém apresentando recidivas em intervalos que podem ser frequentes.

O prognóstico costuma ser favorável para os pacientes tratados com um programa abrangente de suporte, mas algum grau dos sintomas pode persistir. E tende a ser pior se houver transtorno de humor associado que não é abordado.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *